Postagens

Los Angeles: Cidade Proibida

Imagem
Nota: 8,3/10 Um clássico dos suspenses policiais noir, Los Angeles: Cidade Proibida teve seu excelente trio principal, composto por Guy Pearce, Kevin Spacey e Russell Crowe totalmente esnobado pelo Oscar, enquanto entregou a Kim Basinger o prêmio de melhor atriz coadjuvante, escolha muito contestada na época. Pintada como local perfeito para se viver, a Los Angeles dos anos 50 começa a penar com o crescimento da criminalidade. Quando uma série de assassinatos passam a incomodar as autoridades locais, acompanhamos a trajetória de três oficias de polícia totalmente distintos tentando desvendar os crimes: um deles é estritamente fiel à lei, o outro é um brutamontes violento, e o último faz de tudo por dinheiro.    O filme vale a pena pela sustentação que seu trio principal dá ao roteiro, e também ao final interessante, minuciosamente construído. Só não dou uma nota maior porque me decepcionei com algumas escolhas para alguns personagens no desfecho. Mas é um excelente filme para fãs do gê

Sobre Meninos e Lobos

Imagem
Nota: 8/10 Sobre Meninos e Lobos é um dos melhores filmes de Clint Eastwood. O clima sombrio se contrasta com as atuações estonteantes de Sean Penn e Tim Robbins, que roubam a cena em seus respectivos papéis. Robbins, pela complexidade de seu personagem, é ainda mais impressionante. Vale lembrar que os dois atores foram reconhecidos com o Oscar por suas interpretações. Na trama, três amigos de infância seguem caminhos diferentes na fase adulta, marcados por um acontecimento da época. Mas uma terrível tragédia na vida de um deles fará com que suas vidas se estreitem novamente. Mystic River, 2003, 2h18m. Dirigido por Clint Eastwood, com Sean Penn, Kevin Bacon e Tim Robbins.

A Luta Pela Esperança

Imagem
Nota: 8,2/10 Ron Howard é um diretor muito versátil, pois consegue entregar bons trabalhos independente dos gêneros escolhidos. Pode fazer um bom drama, como pode também fazer um bom filme de aventura ou suspense. Acho isso bacana porque mostra o talento do realizador. Neste A Luta Pela Esperança , que é um dos seus melhores e mais aclamados trabalhos, ele entrega uma obra que retrata a vida de um famoso boxeador dos EUA, conhecido como "Homem Cinderela", por parecer aos telespectadores que dançava no ringue, tamanha a sua destreza. Anos 30. James Braddock (Russell Crowe) é um homem simples, que é casado com Mae (Renée Zellweger) e leva a vida como boxeador profissional. Após sofrer uma fratura numa das mãos, James nunca mais foi o mesmo, e os organizadores das partidas não se interessaram mais em contratá-lo, fazendo com que ele caísse no esquecimento. A partir daí, a vida de James e de sua família começa a se complicar, já que ele é o responsável por ser o provedor do lar e

Assassinato às cegas

Imagem
Nota: 8,5/10 Assassinato às Cegas é uma grata surpresa! Um filme indiano com sacadas espertas, frenético, divertido, e com um plot-twist de dar inveja. É interessante como o diretor do longa, Sriram Raghavan, que também assina o roteiro, brinca e assusta o espectador conforme ele estreita sua conexão com o protagonista, e como cria um suspense que fica cada vez mais contundente conforme os minutos passam, nos mostrando que não podemos confiar em nada nem em ninguém: nem muito menos piscar, pra não perder nada. Com 100% de aprovação no Rotten Tomatoes e na lista dos 250 melhores filmes segundo os usuários do IMDB, este filme indiano merece ser visto! Destaco as atuações do trio principal (o par romântico e a vilã), que não deixam a trama cair e ajudam a mantê-la em alto nível apesar de suas várias reviravoltas, e como o roteiro entrelaça o clima de tensão ao humor, entregando uma experiência satisfatória. Nas poucas cenas em que se fez necessário, os efeitos visuais do filme deixam a de

O Profissional

Imagem
Nota: 8,8/10 O Profissional é um filme de ação com alma. Não satisfeito com as tomadas de luta e tiroteios tão comuns do gênero, o diretor Luc Besson consegue ser sensível e humano na medida certa para fazer com que o espectador se afeiçoe aos personagens protagonizados por Natalie Portman e Jean Reno de maneira magistral. Portman vive Mathilda, uma menina de apenas 12 anos que tem a infância interrompida ao presenciar a morte de seus pais e irmãos. Reno interpreta León, um assassino profissional que, apesar do trabalho em que está envolvido, é de uma inocência tremenda. Mas vale ressaltar que, mesmo que os dois roubem a cena, ainda há espaço para mais uma atuação memorável de Gary Oldman, que encarna um antagonista sem escrúpulos, imprevisível e terrivelmente assustador. Besson entrega a obra-prima de sua carreira e um dos filmes mais importantes do gênero, bem como introduz a talentosa Natalie Portman num papel difícil onde ela mostra claramente a que veio. Na trama, conhecemos Mathi

Taxi Driver: Motorista de Táxi

Imagem
Nota: 8,5/10  Taxi Driver é uma obra de arte! Desde a apresentação de Jodie Foster nas telonas, a atuação de gala de Robert de Niro e a direção acertadíssima de Martin Scorsese, vemos a criação de um thriller magnético, soturno e atemporal, que ainda serve claramente de inspiração para o gênero.  Na trama, um homem solitário e mentalmente instável arruma um emprego de taxista na cidade de Nova York, onde ele presencia a decadência e a degradação dos valores da sociedade, passando pela corrupção e pela violência aos mais vulneráveis. Tais eventos combinados fazem com que um sentimento de retaliação cresça dentro do homem, desencadeando uma reação em cadeia que poderá ter sérias consequências para todos os envolvidos.  Taxi Driver, 1976, 1h54m. Dirigido por Martin Scorsese, com Robert de Niro, Jodie Foster e Cybill Shepherd.   

Borat: Fita de Cinema Seguinte

Imagem
Nota: 7,5/10 Após os vergonhosos eventos que o segundo maior repórter do Cazaquistão, Borat (Sacha Baron Cohen), vivenciou nos EUA, desde causar situações embaraçosas em eventos públicos, até tentar casar a força com Pamela Anderson, ele foi preso em seu país natal por insultar a nação. Catorze anos depois, o presidente cazaque resolve voltar atrás da condenação de Borat, e o encarrega de uma nova missão: retornar aos Estados Unidos para entregar um presente especial ao vice-presidente americano, Mike Pence, visando estreitar as relações entre os países. Mas as coisas começam a sair do planejado quando Borat chega em território americano e descobre que sua filha, Tutar (Maria Bakalova, jovem atriz húngara que roubou a cena e ajudou nas melhores piadas do filme), veio no lugar do presente. Revoltado, Borat tem que decidir qual presente dará ao líder americano no lugar, correndo risco de vida caso não arrume uma solução para o problema. Gravado durante a pandemia e distribuído pela Amazo