Tropa de Elite 2: O Inimigo Agora é Outro

Nota: 9/10
Aclamado pelo povo por tudo o que fez, Nascimento (Wagner Moura) aceita a proposta do governador de se tornar subsecretário de segurança do Rio de Janeiro, deixando o antigo posto de Capitão do Bope para Mathias (André Ramiro). É época de eleição, e ele sabe que seu lugar como responsável da inteligência do Rio é mera politicagem. Se empenhando como pode, Nascimento até consegue dar um jeito no tráfico da capital fluminense, mas acontece que o buraco é mais embaixo.
Ali, o antes capitão do Bope começa a descobrir o enredado esquema das milícias, um grupo formado por políticos, bandidos e policiais corruptos que visa manipular a população pobre. Quando Nascimento tenta bater de frente com o sistema que se retroalimenta do nosso país, ele descobre que desbaratinar essa gigantesca teia é bem mais difícil que combater um grupo de traficantes.
Todo brasileiro precisa ver e refletir sobre este filme que levanta sérios pensamentos sobre a atual política brasileira. O roteiro bem amarrado de José Padilha põe o dedo na ferida e mostra mais um fato triste - porém verídico - do nosso Brasil de maneira explícita, sempre recheado de muita ação e tensão. A sequência de Tropa de Elite deixa de apontar para o playboy e dizer que é a maconha que ele compra que financia e mata gente do morro, para mostrar que os políticos e demais corruptos se beneficiam da situação precária de grande parte da população pra ganhar mais dinheiro e poder.

Idem, Brasil, 2010, 1h55m.
Dirigido por José Padilha, com Wagner MouraIrandhir Santos e André Ramiro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bastardos Inglórios

Senna

Dois Papas