A Origem

Nota: 7,5/10
A Origem foi o filme mais comentado e mais assistido de 2010, e com razão. Conseguir misturar a discussão sobre percepção e realidade (mesmo que superficialmente) e ainda entreter (e bastante) o público, é um mérito. Sob a ótica de um dos gênios do cinema atual, Chris Nolan, vemos um thriller que mistura ação e sci-fi numa espécie de Matrix psicológico.
Na trama, Dom Cobb (DiCaprio) é um habilidoso ladrão do novo mundo da espionagem corporativa. Ele rouba valiosos segredos das profundezas do subconsciente durante o sonho das pessoas, quando a mente fica totalmente vulnerável. Essa habilidade exímia de Cobb fez dele um cobiçado jogador nesse traiçoeiro trabalho, mas também fez com que ele perdesse tudo o que mais amava e o tornou um fugitivo internacional. Só que agora, uma chance de redenção foi dada a Cobb. Um último trabalho pode trazer sua vida normal de volta, mas somente se ele conseguir o impossível: inserção. Ao invés de roubar uma ideia, Cobb e sua equipe de especialistas tem que fazer o oposto: plantar uma ideia na mente de alguém. Se eles obtiverem sucesso, pode ser o crime perfeito. Mas nem mesmo um plano cuidadoso poderia prepará-los para um inimigo que pode calcular todos os seus movimentos. Um inimigo que só Cob poderia prever.
Eis aqui A Origem. Um filme inteligente, intrincado, e fascinante.

Inception, EUA, Inglaterra, 2010, 2h28m. Dirigido por Christopher Nolan, com Leonardo DiCaprioJoseph Gordon-Levitt e Ellen Page.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bastardos Inglórios

Senna

Como Treinar o Seu Dragão 3