Click

Nota: 7/10
Michael Newman (Sandler) é um arquiteto que tem uma bela esposa e dois filhos pequenos. Muito preocupado em fornecer todo o recurso necessário para que sua família viva em total conforto, ele começa a dispender mais horas no trabalho, o que vai deixando-o, aos poucos, exausto.
Um certo dia, quando Michael chega cansado do trabalho e a fim de assistir um pouco de TV, ele percebe que seu controle desapareceu. Indo a alguma loja que ainda esteja aberta naquele horário para comprar um novo, Michael conhece o excêntrico Morty (Walken), que o oferece um controle universal gratuitamente, porque segundo ele ainda é experimental, dizendo que o mesmo irá mudar sua vida. Michael aceita a oferta e realmente descobre que o controle é bastante prático, já que funciona para todos os aparelhos. Porém, Michael vai aos poucos percebendo que o controle tem outras funções, como avançar e retroceder etapas de sua vida. No começo é tudo lindo e maravilhoso, até que o controle vai começando a assumir vontade própria e sobrepor suas escolhas, de modo que haverão irreversíveis complicações pela frente.
Click é uma crítica ao homem moderno.
Correria, reuniões importantes, compromissos; mais tempo no emprego, menos tempo para a família. Será que tudo isso realmente vale a pena? A sua vida está passando. Você a está apreciando de verdade? Ou não?
Uma bela reflexão, e que ainda garante boas risadas porque é contada de modo descontraído nessa excelente comédia do as vezes inspirado Adam Sandler.

Idem, EUA, 2006, 1h47m.
Dirigido por Frank Coraci, com Adam SandlerKate Beckinsale e Christopher Walken.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bastardos Inglórios

Senna

Dois Papas