Pai em Dose Dupla

Nota: 8,5/10
Ri alto neste filme!
Foi bem interessante a ocasião, pois eu era recém-casado (dias de lua-de-mel ainda), e foi o primeiro filme que resolvemos assistir juntos.
Acredito que foi um pouco embaraçoso para minha esposa, porque em algumas cenas (como uma em que o Mark presenteia seus filhos com um cão de rua à beira da morte) eu não conseguia parar de rir!
A trama é básica, mas atrai muito o interesse: Will é Brad, um padastro bobão que faria qualquer coisa no mundo para ser um pouquinho "reconhecido" pelos enteados. Eles, por sua vez, são crianças que não dão a mínima pra ele, mesmo que ele tente tanto ser amado.
As coisas complicam um pouco mais quando o pai das crianças - Mark Wahlberg, que está excelente em seu papel de um cara sarado, mulherengo e dono de um vozeirão (justamente o oposto de Will, o que já começa a criar um certo atrito) - chega na véspera de natal dizendo que veio inocentemente fazer uma visita para os filhos. Mas o que ele realmente quer é tomar o lugar que já foi seu, dando um pé na bunda do cara que atualmente ficou responsável pela educação das crianças e está ao lado da mulher que um dia foi sua (Linda Cardellini, que faz o papel de mãe bonitinha que no passado foi desmiolada e ficou com um cara só porque ele era galã, mas que depois acordou e casou com um homem mais "responsa").
Vale lembrar que um cara que tem algumas das melhores piadas do filme é um dos coadjuvantes, o ator Thomas Haden Church, que interpreta o Homem-Areia no Homem-Aranha 3. Outro cara que eu achei uma grande sacada colocarem no elenco é o comediante Hannibal Buress, que se não me engano teve sua primeira aparição nas telonas e também arrasou.
Algo que também chama muito a atenção neste filme, e aí eu tenho que confessar que a frase estampada no cartaz do filme logo acima é totalmente verdadeira: "Hilariante e Comovente". Ele é mesmo. No final você aprende uma lição bem bacana enquanto rola de rir, porque é realmente hilário.
Eu gostei demais.
Este é mais um filme da minha lista onde as críticas que li não foram muito positivas, mas eu me surpreendi bastante.
Pra quem gosta de comédias não apelativas como eu, é uma ótima diversão!
"Daddy's Home", 2016. 1h36m. 
Dirigido por Sean Anders, com Will Ferrell, Mark Wahlberg e Linda Cardellini.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bastardos Inglórios

Senna

Dois Papas