Nasce Uma Estrela

Nota: 10/10
É interessante o fato de que fui com minha esposa assistir este filme sem nenhuma pretensão, sem nem saber do que se tratava a história (pensava que o filme era uma biografia da Lady Gaga), e saí de lá chorando e totalmente impressionado.
Já sou fã de Bradley Cooper há algum tempo (gostei particularmente de seus trabalhos em Sem Limites e O Lado Bom da Vida); ele é um ator sensacional. Desta vez, ele se arriscou na direção; e devo dizer que foi muito bem. Foi uma direção segura, precisa, e foi uma escolha muito acertada colocar Lady Gaga, ou melhor, Stefani Germanotta (seu nome real), como seu par no filme. Ela deu cor e naturalidade a história. Encarnou com muita substância a personagem. Os primeiros atores apontados para o papel eram Leonardo DiCaprio e Beyoncé. Não imagino como isso teria sido, mas tenho certeza que totalmente diferente do que o foi.
O filme tem erros, mas eles apenas passam despercebidos em meio a tantos acertos. Trilha sonora emocionante, química entre o casal protagonista, bom elenco de apoio, reboot muito bem adaptado (é a quarta vez que esta história ganha vida nas telonas, tendo Barbra Streisand como última protagonista), só para citar algumas coisas.
Nasce Uma Estrela foi simplesmente meu filme favorito de 2018.
Acho que todo casal deveria assisti-lo. É simplesmente incrível e vale cada minuto.

"A Star is Born", 2018, 2h16m.
Dirigido por Bradley Cooper, com Bradley Cooper, Lady Gaga e Sam Elliot.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bastardos Inglórios

Senna

Dois Papas