Vingadores: Ultimato

Nota: 8,4/10
Um dos maiores problemas existentes no sucesso: como mantê-lo?
Como um novato cantor que estourou com seu álbum de estreia mantém o padrão e qualidade de sua primeira obra, ou até a supera? Como um atleta que teve uma carreira brilhante interrompida por uma contusão pode voltar a atividade melhor do que fora antes? Como um escritor responsável por dois best-sellers consecutivos é capaz de emplacar um terceiro? Como um ator que só esteve envolvido em excelentes trabalhos pode continuar durante toda a sua carreira em alto nível?
Estes são apenas alguns exemplos de situações difíceis de se sustentar. Não é a toa que todas as celebridades que experimentam um sucesso astronômico tem em seus bastidores equipes inteiras estudando e desenvolvendo técnicas para assessorá-las com suas atitudes, seu visual, seus comentários na mídia, com sua parte psicológica e muitos outros atributos, a fim de que a pessoa continue no caminho do estrelato e ganhando muito dinheiro com seu talento.
Imagino o turbilhão de pensamentos que deve passar na cabeça de um diretor prestes a encerrar uma saga nos cinemas. Será que vou ser fiel ao que os fãs esperam? Será que vou impressioná-los? Será que vou transcender suas expectativas? Creio que alguma destas perguntas transpassou sob a mente dos irmãos Russo. A responsabilidade que repousava sobre eles era pesada; e não era pra qualquer um. Me sinto confortável em dizer que eles tiraram de letra; com muita originalidade e coragem.
Depois de Thanos (Josh Brolin) dizimar quase toda a humanidade, o grupo Vingadores foi desfeito, os heróis estão depressivos, e alguns deles até se isolaram dos outros. Aí é quando o Homem-Formiga surge (após ter ficado preso no reino quântico em seu segundo filme solo), e convence os solitários Capitão-América (Chris Evans) e Viúva Negra (Scarlett Johansson) a tentar bolar um plano que possa fazê-los voltar no passado para reverter o que Thanos fez. Hulk (Eric Bana) é então acionado, e os heróis começam a reunir o restante da equipe para tentar restaurar a paz no planeta.
Ultimato fecha bem o arco; não é perfeito, mas consegue tampar quase todas as pontas soltas (imagine o quão difícil é encerrar uma sequência de 22 filmes que passou pela mão de diversos diretores e ainda manter alguma coesão). Valeu o ingresso, a pipoca, e, de quebra, conseguiu acabar com o reinado do regular Avatar, entrando para a história como a maior bilheteria de todos os tempos.
A Walt Disney está voando.  

"Avengers: Endgame", 2019, 3h01m. Dirigido por Joe e Anthony Russo, com Robert Downey Jr., Chris Evans e Don Cheadle.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bastardos Inglórios

Senna

Dois Papas