Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2020

Fargo

Imagem
Nota: 9/10 Aqui está um filme que realmente merece todo o prestígio que recebeu. Cultuado pela crítica especializada, não há dúvida que nos deparamos aqui com uma obra-prima dos irmãos Coen, que desenham uma história caricata e inesperada por meio de seus poucos personagens, que foram muito bem construídos. Destaco especialmente a interpretação de William H. Macy, que está especialmente engraçado, Frances McDormand, que ganhou o Oscar por sua atuação, e Peter Stormare, que é responsável por dar a vida ao meu personagem favorito no longa. Desde a mensagem que lemos na cena de abertura até o seu fechamento, Fargo realmente não decepciona e cumpre com o prometido, enquanto ficamos cada vez mais assombrados com o que estamos presenciando.  Na trama, conhecemos Jerry Lundeegard (William H. Macy), o gerente de uma concessionária em Fargo, Dakota do Norte. Apesar de ter uma vida confortável, o homem passa por sérias dificuldades financeiras, e resolve bolar um plano no mínimo estranho: decid

Han Solo: Uma História Star Wars

Imagem
Nota: 7/10 Han Solo me surpreendeu. Achei bem mais interessante que Rogue One , por sinal. A homenagem de Ron Howard a famosa saga criada por George Lucas foi lançada sem muito estardalhaço e de forma leve e despretensiosa, mas captou bem o ritmo aventuresco de Star Wars . Na trama, conhecemos o piloto Han Solo (Alden Ehrenreich), então um jovem de origem humilde, mas audacioso e muito astuto, que consegue com a ajuda de sua namorada, Qi'ra (Emilia Clarke), se apossar de uma substância extremamente valiosa e que colocará várias pessoas em seu caminho, desde inimigos como Dryden Vos (Paul Bettany) até seu futuro co-piloto, Chewbacca. Solo: A Star Wars Story, 2018, 2h15m. Dirigido por Ron Howard ( Anjos e Demônios ), com Alden Ehrenreich, Donald Glover e Woody Harrelson.  

O Lamento

Imagem
Nota: 8,9/10 O cinema coreano mais uma vez se supera com esta incrível obra de terror. Cheio de simbolismos e com uma história atrativa que vai se desenhando aos poucos, o filme te convida a adentrar numa viagem obscura e implacável, começando lenta e se intensificando conforme o tempo passa. Na trama, conhecemos Jong-Goo (Do-won Kwak, numa atuação solta e divertida), um policial atrapalhado e muito medroso que mora num pequeno vilarejo coreano. Da noite para o dia, estranhos assassinatos começam a assombrar a cidade, e tudo indica que um japonês, que é novo no local, pode estar ligado aos crimes. Mas aos poucos as investigações policiais vão chegando a conclusões nada convencionais, quando começa-se a suspeitar que as mortes e o horror que vem sendo espalhado na pequena vila é de origem sobrenatural. Conforme a polícia levanta mais suposições, Jong-Goo descobre que sua filha pode ser vítima de um ataque terrível, obrigando-o a solucionar o mistério por trás das mortes para que possa s

Pulp Fiction - Tempos de Violência

Imagem
Nota: 9/10 Quem não gostou deste que é o filme mais importante da carreira de Quentin Tarantino, talvez não esteja tão habituado ou não seja muito fã do estilo do excêntrico diretor. Todos os elementos que o consagraram estão ali: diálogos bem construídos, atuações viscerais, cenas inesquecíveis e de tirar o fôlego, e sangue, muito sangue. Estas e muitas outras características fizeram com que este se filme se colocasse a frente de seu tempo, se consagrando como um clássico cult e um dos melhores dos anos 90. Na história da vez, John Travolta interpreta Vincent Vega, um assassino da máfia parceiro de Jules Winnfield (Samuel L. Jackson). Ambos trabalham para o gângster Marsellus Wallace (Ving Rhames), que confia tanto nos dois que pede para que Vincent leve sua esposa, Mia (Uma Thurman), para sair enquanto está fora. Butch (Bruce Willis) é um pugilista que firmou um acordo onde não venceria uma de suas lutas, senão pessoas importantes iriam perder uma grande quantia em dinheiro, mas ele

Ironias do Amor

Imagem
Nota: 7,8/10 Charlie (Jesse Bradford) é um cara com um trabalho regular, uma vida bem planejada, e que leva uma rotina normal. Num dia na estação de metrô ele salva a vida de Jordan (Elisha Cuthbert), uma moça que estava tão bêbada que quase caiu nos trilhos. Dali, eles passam a se conhecer melhor e um inesperado romance começa a fluir, já que os dois levam vidas totalmente diferentes: enquanto Charlie é um cara com uma vida pacata, Jordan é agitada, tresloucada e muito complicada. Mesmo assim, Charlie se esforça para que o relacionamento dê certo, mas vários acontecimentos aleatórios começam a distanciá-los de uma maneira aparentemente irrecuperável. Indicado a Melhor Romance no Globo de Ouro e baseado num sucesso sul-coreano ( My Sassy Girl , de 2001),  Ironias do Amor é uma grata surpresa! Na minha opinião ainda supera o filme coreano, que não achei tão cativante quanto este. Vale a pena para quem gosta de um romance diferente e cheio de reviravoltas, recomendo!  My Sassy Girl, 200

As Aventuras de Paddington 2

Imagem
Nota: 7,8/10 Não é todo filme que consegue unanimidade entre os críticos: 100% de aprovação no Rotten Tomatoes, site especializado em cinema que reúne a opinião de vários críticos americanos. Embora em minha opinião não possua o mesmo brilho de seu antecessor, Paddington 2 ainda consegue embalar importantes elementos presentes no original, como o vilão muito bem interpretado, desta vez por Hugh Grant, e as cenas totalmente inusitadas. Seguindo os acontecimentos do primeiro filme, o ursinho Paddington vive feliz na Inglaterra com a família Brown, e é amado pela comunidade local. Quando o aniversário de sua tia Lucy (Imelda Staunton) se aproxima, ele encontra o presente perfeito: um livro único, e muito caro, que fala sobre a história de Londres. Disposto a fazer o que estiver ao seu alcance para comprá-lo, o urso começa a trabalhar para juntar o dinheiro necessário. Mas quando o livro raro é roubado misteriosamente, Paddington é acusado pelas autoridades de ser o responsável pelo crime,