A Luta Pela Esperança


Nota: 8,2/10
Ron Howard é um diretor muito versátil, pois consegue entregar bons trabalhos independente dos gêneros escolhidos. Pode fazer um bom drama, como pode também fazer um bom filme de aventura ou suspense. Acho isso bacana porque mostra o talento do realizador. Neste A Luta Pela Esperança, que é um dos seus melhores e mais aclamados trabalhos, ele entrega uma obra que retrata a vida de um famoso boxeador dos EUA, conhecido como "Homem Cinderela", por parecer aos telespectadores que dançava no ringue, tamanha a sua destreza.
Anos 30. James Braddock (Russell Crowe) é um homem simples, que é casado com Mae (Renée Zellweger) e leva a vida como boxeador profissional. Após sofrer uma fratura numa das mãos, James nunca mais foi o mesmo, e os organizadores das partidas não se interessaram mais em contratá-lo, fazendo com que ele caísse no esquecimento. A partir daí, a vida de James e de sua família começa a se complicar, já que ele é o responsável por ser o provedor do lar e, sem muitas outras opções para ganhar seu sustento, a pobreza começar a bater à porta. Mas James não desiste e entre um bico e outro consegue a ajuda de um amigo e ex-agente (Paul Giamatti, que está incrível em seu papel), para retornar aos ringues, mesmo desacreditado. 
Sou suspeito para falar de filmes de boxe, porque tenho uma conexão especial com eles, especialmente Guerreiro, que é um dos melhores que já vi. Mas A Luta Pela Esperança também merece seu crédito, por ser uma linda história de superação muito bem realizada e atuada. Apesar de lento em alguns trechos da projeção, não deixa de ser satisfatório. Não percam!

Cinderella Man, 2005, 2h24m. Dirigido por Ron Howard, com Russell Crowe, Paul Giamatti e Renée Zellweger.    

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bastardos Inglórios

Senna

Como Treinar o Seu Dragão 3