Postagens

Mostrando postagens de 2021

Anjos da Noite: A Evolução

Imagem
Nota: 6,9/10 Len Wiseman caprichou na continuação deste filme de vampiros e lobisomens sombrio e cheio de ação, protagonizado pela bela Kate Beckinsale que, à epoca, era sua esposa. O visual do filme é arrasador, a história é bem contada e prende a atenção do início ao fim. Na trama, a vampira guerreira Selene (Kate Beckinsale) se une ao lobisomen Michael (Scott Speedman) para buscar pistas que elucidem a história de suas raças e o intenso conflito entre elas. Underworld: Evolution, 2006, 1h46m. Dirigido por Len Wiseman, com Kate Beckinsale, Scott Speedman e Bill Nighy.

Um Homem de Família

Imagem
Nota: 6,8/10 Jack Campbell (Nicolas Cage) é um executivo de Wall Street solteiro com uma carreira extremamente promissora, que ama ostentar suas posses e vida cheia de regalias em hotéis 5 estrelas, festas caríssimas, mulheres e carros luxuosos. Mas um belo dia Jack acorda numa espécie de realidade alternativa: ele não é mais rico, tem filhos e é casado com sua namorada da faculdade, vivendo uma vida comum no subúrbio. Agora, Jack terá que descobrir o que realmente está acontecendo ao comparar os dois rumos de vida que ele poderia ter tomado. Um Homem de Família é o típico filme natalino sentimental, onde Click , pra citar um exemplo, com certeza bebeu da fonte. Gosto das atuações de Nicolas e Téa Leoni, e principalmente da mensagem inspiradora que a história passa, de que nenhum sucesso é mais importante do que a felicidade na vida familiar é capaz de nos proporcionar.  The Family Man, 2000, 2h05m. Dirigido por Brett Ratner, com Nicolas Cage, Téa Leoni e Don Cheadle.

O Fugitivo

Imagem
Nota: 7,2/10 Richard Kimble (Harrison Ford) é um cirurgião de destaque que vive feliz ao lado de sua esposa, Helen (Sela Ward). Mas sua vida aparentemente perfeita desmorona quando Helen é brutalmente assassinada e ele é acusado de ter cometido o crime. Agora entregue à própria sorte, Kimble terá que escapar enquanto procura provar sua inocência. O Fugitivo é um filme bem a frente de outros de sua época, com tomadas de ação de cair o queixo. O enredo parece um tanto simples mas é desenvolvido de maneira interessante. Mas o destaque principal com certeza vai para Harrison Ford e Tommy Lee Jones, que contracenaram de maneira espetacular. Vale a pena conferir! The Fugitive, 1993, 2h10m. Dirigido por Andrew Davis, com Harrison Ford, Tommy Lee Jones e Julianne Moore.

Guerra ao Terror

Imagem
Nota: 7/10  Não acho que Guerra ao Terror seja um filme sensacional ou que traga grande novidade ao gênero. Confesso que decidi assisti-lo para tentar entender porque ele ganhou o Oscar de melhor filme num ano tão competitivo e que tinha outros grandes favoritos, como Avatar , Distrito 9 , Bastardos Inglórios e Up - Altas Aventuras (continuo engolindo o fato de ter ganho de Avatar , agora de todos os outros que citei ainda considero injusto). Mas enfim, o que realmente me agradou no filme foi a forma que ele foi contado, num estilo bem documental, e a atuação avassaladora de Jeremy Renner, indubitavelmente a melhor de sua carreira. Guerra ao Terror é um filme cru, sem exageros e que foca no realismo. É peça frequente numa boa lista dos melhores filmes de guerra já feitos. Durante a guerra do Iraque, o corajoso e arrogante sargento William James (Jeremy Renner) é realocado num time do esquadrão antibombas. Logo de início, sua equipe já bate de frente com seus métodos arriscados e nad

Perdido em Marte

Imagem
Nota: 7,6/10 Após uma missão espacial que deu errado, o astronauta Mark Watney (Matt Damon) é dado como morto e deixado sozinho em Marte. Agora ele terá que lutar para sobreviver em meio a escassez de suprimentos e alojamento no planeta vermelho, enquanto a NASA e toda uma equipe planeja uma difícil missão de resgate. O já consagrado diretor Ridley Scott faz aqui um filme básico de ficção-científica para o seu catálogo, mas que acabou ganhando considerável repercussão pela sua qualidade e pelo astro Matt Damon, que está muito bem no papel de "marciano". Entretenimento bacana, vale a pena especialmente para fãs de uma boa e bem contada ficção-científica. The Martian, 2015, 2h24m. Dirigido por Ridley Scott, com Matt Damon, Jessica Chastain e Kristen Wiig.

Godzilla vs Kong

Imagem
Nota: 6,9/10  Godzilla vs. Kong é um blockbuster que entrega exatamente o que promete: um espetáculo de monstros gigantes se enfrentando. Não há muita preocupação com a história em si ou com o desenvolvimento dos personagens, nem muito menos em ousar demais ou sair fora do planejado, como Rian Johnson fez com Star Wars por exemplo em Os Últimos Jedi , deixando os fãs mais ferrenhos da série furiosos. O diretor Adam Wingard se atenta em fazer o feijão com arroz, e o faz muito bem, realizando um filme para toda a família com bastante ação e efeitos visuais incríveis. Enquanto alguns humanos procuram o verdadeiro lar de Kong surge Godzilla, deixando um rastro de destruição por onde passa. Os dois titãs irão se enfrentar e toda a humanidade observa atônita a batalha épica, correndo grande perigo devido as catástrofes que os monstros fazem por onde passam. Idem, 2021, 1h53m. Dirigido por Adam Wingard, com Alexander Skarsgard, Rebecca Hall e Billie Bobby Brown.

Snatch: Porcos e Diamantes

Imagem
Nota: 8,9/10 O diretor britânico Guy Ritchie tem sua assinatura própria: cenas estilosas, tomadas rápidas, uma grande quantidade de personagens e um emaranhado de histórias que se encontram, geralmente envolvendo gângsters e mafiosos, de maneira esperta e muito bem amarrada. Neste que considero o seu melhor longa, temos a narração de Jason Statham, que teria sido um excelente James Bond se o tivessem escalado alguns anos atrás, e a atuação divertidíssima de Brad Pitt, que interpreta um lutador cigano que é magricela mas extremamente perigoso dentro dos ringues, e deixa todos encabulados quando abre a boca pra falar qualquer coisa, já que ninguém consegue entender uma palavra do que ele diz (e não consegue mesmo, o Brad simplesmente arrasou no papel). Na trama, Frankie Quatro-Dedos (Benicio Del Toro) é um ladrão de diamantes americano que trabalha para Avi (Dennis Farina), e consegue um valioso diamante do tamanho de uma laranja. Ele faz uma rápida passagem por Londres, mas acaba cedend

King Kong

Imagem
Nota: 7,8/ 10 Um diretor de cinema ganancioso chamado Carl Denham (Jack Black) embarca com toda uma equipe de filmagem para gravar seu novo longa-metragem num misterioso local, conhecido como Ilha da Caveira. O grande problema é que, ao chegar no lugar, se deparam com muito mais do que nativos da ilha, e sim com criaturas pré-históricas e perigosas. Os efeitos visuais desta refilmagem dirigida por Peter Jackson são excelentes, e a aventura e o drama colocados em tela estão na medida certa, de forma que o coloco como um dos melhores filmes do diretor, atrás da trilogia O Senhor dos Anéis , obviamente. Idem, 2005, 3h07m. Dirigido por Peter Jackson, com Naomi Watts, Jack Black e Adrien Brody.

Wallace & Gromit: A Batalha dos Vegetais

Imagem
Nota: 6,8/10 Uma competição anual de vegetais gigantes anima a pacata cidade onde moram Wallace (Peter Sallis) e seu cão leal Gromit. Contudo, quando uma misteriosa criatura começa a devorar as plantações do vilarejo, a dupla é convocada para investigar o que está acontecendo e impedir que o monstro continue a aterrorizar toda a região. Dos criadores de A Fuga das Galinhas , Wallace & Gromit entretém com qualidade, e mistura bons elementos de suspense, ação e comédia numa animação muito bem-feita. The Curse of the Were-Rabbit, 2005, 1h25m. Dirigido por Steve Box, Nick Park. Vozes de Peter Sallis, Helena Bonham Carter e Ralph Fiennes.

O Fantasma da Ópera

Imagem
Nota: 8/10 Achei que o ótimo diretor Joel Schumacher fez um excelente trabalho neste conhecido musical, gosto de praticamente todas as músicas! Gerard Butler também está muito bem, num de seus melhores papéis. Na trama, Christine (Emmy Rossum) é uma jovem soprano colocada para substituir a atração principal de uma conceituada companhia teatral, às vésperas de uma grande estreia. Bela e talentosa, ela acaba por se tornar a obsessão de um misterioso homem (Gerard Butler) que vive escondido no local e é conhecido como Fantasma da Ópera. The Phantom of the Opera, 2004, 2h23m. Dirigido por Joel Schumacher ( Por um Fio ), com Gerard Butler, Emmy Rossum e Patrick Wilson).

O Terminal

Imagem
Nota: 8,5/10 O Terminal é um daqueles filmes leves e agradáveis, que vão te cativando aos poucos pela simplicidade de seus atos. Temos Tom Hanks faz numa interpretação marcante, Catherine Zeta-Jones linda e sutil como sempre, e Spielberg usando de toda a sua habilidade para contar histórias de uma maneira inocente e amável. Na trama, um homem do leste europeu (Hanks) fica preso num aeroporto em Nova York devido a uma guerra que se iniciou em seu país, fazendo com que ele seja forçado pelas autoridades a permanecer no local até que confirmem sua identidade. Com um inglês cheio de sotaque e com um jeito naturalmente atrapalhado, o homem irá passar por grandes desventuras enquanto faz do terminal a sua residência temporária, e acaba até tendo tempo para conhecer um par romântico. Muito bom e bem gostoso de assistir! The Terminal, 2004, 2h08m. Dirigido por Steven Spielberg ( A Lista de Schindler ), com Tom Hanks, Catherine Zeta-Jones e Stanley Tucci.

O Dono do Jogo

Imagem
Nota: 7,6/10 Tobey Maguire é, na minha opinião, um ator extremamente talentoso. Pra quem o conhece mais de perto, falam que apesar de sua pinta de bom moço o cara é extremamente chato, daqueles artistas que querem exigir de tudo quando estão no set de filmagem. Se for verdade, dá pra entender como ele interpretou o obcecado jogador de xadrez Bobby Fischer com tamanha qualidade. Nesta película biográfica conhecemos um garoto prodígio do xadrez, chamado Robert James Fischer (Tobey Maguire). Despontando no jogo e ganhando campeonatos importantes desde a adolescência, ele vai recebendo destaque e se colocando como um dos melhores jogadores do mundo conforme os anos passam. Mas a sua genialidade entra em colisão com a sua própria loucura, pois o jogador começa a apresentar uma personalidade cada vez mais excêntrica e atitudes um tanto doentias: conforme ele ganha mais fama, mais ele odeia o público, a mídia e os holofotes, e ainda passa a acreditar que o estão espionando. Mas as coisas estã

Amor e Monstros

Imagem
Nota: 7/10 O filme protagonizado pelo astro Dylan O' Brien ( Maze Runner ) é uma aventura descontraída e para toda a família, uma surpresa agradável num ano fraquíssimo para o cinema como foi o de 2020, e de quebra um filme que carrega algumas similaridades com a época em que estamos vivendo, como estarmos sendo praticamente obrigados a nos manter em isolamento. Uma anomalia genética fez com que os insetos se transformassem em monstros gigantescos, e eles causaram uma destruição tremenda na Terra, obrigando os poucos humanos que sobraram a viver escondidos. Joel (O' Brien) perdeu sua família e agora reside numa comunidade isolada. O rapaz descobre que sua namorada, a única que sobrou de seu passado, ainda está viva e mora há cerca de 150 quilômetros de distância dele. Apesar de estar relativamente mais seguro em sua comunidade do que se arriscando lá fora, Joel prepara-se para uma longa jornada para reencontrar o seu amor. O filme começa com uma proposta simples, que já estamos

Palmer

Imagem
Nota: 7/10 Palmer é aquele típico filme que você não dá nada quando começa a assistir, pensando que vai ser mais do mesmo; mas consegue comover e envolver o espectador, bem como mostra uma boa performance do cantor Justin Timberlake atrás das câmeras! Um erro na minha opinião foi que algumas cenas facilmente descartáveis subiram a classificação do longa, que podia muito bem ser indicado para toda a família, não fosse por isso. Depois de passar mais de dez anos na cadeia, Palmer (Timberlake) volta para casa e começa a morar com sua avó, Vivian (June Squibb). Encontra dificuldades para arrumar um emprego na pequena cidade onde mora, e ainda tem de enfrentar o preconceito das pessoas pelo fato de ser um ex-presidiário. Mas aos poucos o homem vai se encontrando novamente, e conhece uma mulher que possui problemas com drogas e não cuida de seu filho como deveria. Palmer começa então a desenvolver uma forte amizade com o garoto, procurando ajudá-lo e também sendo ajudado no percurso.  Palmer

Lego Batman: O Filme

Imagem
Nota: 7,3/10 Bruce Wayne (Will Arnet) é um multimilionário recluso e solitário, que mora apenas com seu mordomo, Alfred (Ralph Fiennes). Mas Bruce esconde um grande segredo: na maior parte do tempo, ele assume a alcunha de Batman, vestindo um traje preto e lutando contra vários criminosos na corrupta cidade de Gotham. Mas apesar de Bruce estar acostumado a trabalhar sozinho, desta vez ele terá que unir forças com um assistente, chamado Robin (Michael Cera), e a filha do comissário Gordon, Barbara (Rosario Dawson) para impedir um de seus maiores inimigos de dominar a cidade: o Coringa. The Lego Batman Movie, 2017, 1h44m. Dirigido por Chris McKay, com Will Arnet, Michael Cera e Rosario Dawson.

Fúria Incontrolável

Imagem
Nota: 6,4/10 Apesar da premissa pouco criativa e dos furos de roteiro, a atuação de Russell Crowe consegue segurar Furia Incontrolável e ainda torná-lo um entretenimento regular. O ganhador do Oscar brilha na produção de baixo orçamento com seu vilão implacável e compulsivo, e a tensão aumenta em algumas cenas de forma inesperada, surpreendendo o espectador. Rachel (Caren Pistorius) é extremamente ríspida com um desconhecido (Russell Crowe) no trânsito. Mas o que ela não imaginava é que arrumou confusão com um homem extremamente instável e violento, e resolve começar a descontar todo o seu ódio sobre Rachel e todas as pessoas próximas a ela. Unhinged, 2020, 1h30m. Dirigido por Derrick Borte, com Russell Crowe, Caren Pistorius e Gabriel Bateman.

O Código

Imagem
Nota: 6,8/10 Gostei de O Código pois tem uma ação bem construída, o astro Jason Statham dando muita porrada, e uma história que, embora previsível (o herói protegendo uma pessoa indefesa), é bem desenvolvida. Mei (Catherine Chan) é uma garotinha que teve toda a sua família morta de forma brutal, mas foi salva de um subsequente sequestro pelo ex-policial Luke (Jason Statham). Ela possui uma combinação numérica valiosíssima gravada em sua memória, e se torna motivo de perseguição da máfia russa e chinesa, e até da polícia corrupta de Nova York. Agora, Luke terá que protegê-la com as próprias mãos, enquanto começa a descobrir que uma das gangues de criminosos ajudou a destruir sua família. Safe, 2012, 1h34m. Dirigido por Boaz Yakin, com Catherine Chan, Jason Statham e Chris Sarandon. 

O Caçador

Imagem
Nota: 7/10 O Caçador é um filme cruel, impiedoso e diria que até um pouco exagerado; mas há algo místico nele que faz com que o espectador queira assistir até o final. É mais do cinema coreano obrigatório, como Eu Vi o Diabo e  Old Boy : violência sufocante, tensão crescente e muitos plot-twists no enredo.  Joong-ho (Kim Yoom-seok, numa atuação madura)  é um ex-policial que decidiu tocar a vida como cafetão. Quando algumas de suas prostitutas começam a desaparecer misteriosamente, Joong-ho resolve ir fundo na investigação e acaba por se encontrar numa caçada contra um impiedoso assassino. O filme vale a pena, ainda mais para quem curte cinema coreano como eu.  Chugyeokja, 2008, 2h05m. Dirigido por Hong-jin Na, com Kim Yoom-seok, Jung-woo Ha e Yeong-hie Seo

Artista do Desastre

Imagem
Nota: 8,5/10 Thomas Wiseau é um aspirante a ator que foi vilão a vida inteira. Ele queria ser herói. O mocinho da vez. Segundo ele mesmo, já estava cansado de ser traído por todos: seus amigos, desilusões amorosas... Estava na hora de mostrar ao mundo o seu potencial... Só que não. Como dinheiro não era problema, ele resolveu ir com seu melhor amigo até um estúdio, contratar uma galera e começar a rodar um filme escrito, dirigido e protagonizado por ele. A história? Fala sobre um homem que leva uma vida confortável, tem uma bela esposa, mas que o trai com o seu melhor amigo. Nada original. Parece até com a própria vida dele, já que ele se diz traído por tudo e por todos. O tal filme custou em torno de 6 milhões de dólares, foi chamado de The Room e lançado em 2003, e é considerado por muitos o pior filme já feito. O resultado em bilheterias foi um tremendo fracasso. Principalmente por ser um filme totalmente B e pelas atuações nada convincentes de Wiseau. Mas o que ninguém esperava é q

Fé Corrompida

Imagem
Nota: 9/10 A trama começa com assuntos pesados, mas que poderiam ser desenvolvidos no "banho-maria" em mãos pouco inspiradas. Mas o roteirista e diretor Paul Schrader (que escreveu Taxi Driver , um dos melhores filmes de todos os tempos), sabia exatamente qual tom queria imprimir ao seu filme e decidiu não seguir pelo caminho mais cômodo. Pegou dois assuntos atualíssimos que não são tão relacionados quanto deveriam mas andam de mãos dadas: a religião e o meio-ambiente, a natureza criada por Deus. A união um tanto inesperada é feita com maestria, mesclando drama, fé e esperança neste suspense sombrio. A cada minuto que passa o longa vai se tornando angustiante, deixando o espectador cada vez mais impressionado e também assustado com os rumos que a narrativa irá tomar. O Reverendo Toller (Ethan Hawke) lidera uma pequena congregação que está prestes a realizar um evento de comemoração dos 250 anos em que a capela foi erigida. Ele é um homem extremamente devoto e preocupado em aj

Homem-Aranha 2

Imagem
8,5/10 Sam Raimi fez aqui um dos melhores filmes de herói já lançados. Ele é simplesmente épico, e de quebra superior ao primeiro, que também é excelente. Uma aventura completa: muita ação, um vilão de qualidade, um par romântico divertido (a moça charmosa e o rapaz nerd), e uma história esperta e bem amarrada, que cativa o espectador. Sam conseguiu criar um personagem que realmente trouxe a vibe dos quadrinhos: o amigão da vizinhança não deixa de ser um jovem perdido a assustado, que recebeu grandes poderes, mas como ouvimos na clássica frase de seu tio Ben, "com grandes poderes vem grandes responsabilidades".  Após um trágico acidente, o doutor Otto Octavius (Alfred Molina) perde sua amada esposa, e coloca o Homem-Aranha como principal responsável pela tragédia. Enquanto isso, Peter Parker (Tobey Maguire) continua escondendo o que sente por Mary Jane (Kirsten Dunst), pois tem medo que a proximidade dos dois a coloque em perigo; seu melhor amigo Harry Osborn (James Franco) t

A Bruxa

Imagem
7,4/10 O diretor Robert Eggers fez sua estreia na direção com o terror A Bruxa , adaptando o próprio roteiro. É um filme aparentemente simples, que aborda acontecimentos relativos as bruxas de Salém, e com um apelo religioso muito forte. Mas não se engane pela superfície: o longa contém todos os elementos que caracterizam um terror de qualidade. As interpretações são pungentes, a utilização do som é abusiva e cria o clima de tensão desejado, e a fotografia é inesquecível, bem como a ambientação e as locações, que são soturnas e magnéticas. O suspense cresce a cada minuto em torno do tema principal, algumas cenas são arrepiantes o suficiente para ficarem gravadas na memória por um bom tempo, e as coisas são explicadas de forma sutil, dando ao espectador a oportunidade de interpretar o que vê em tela de forma alegórica. Em minha opinião, estamos aqui diante de um dos melhores filmes de terror da década, e além de sermos apresentados a um roteirista e diretor notavelmente promissor, de qu

O Tigre Branco

Imagem
Nota: 7/10 Não é segredo pra ninguém que sou fã do cinema indiano. Ele é promissor, criativo, e tem muito material e atores bons a oferecer. De olho nisso, a Netflix reuniu uma turma de qualidade liderada pelo jovem talento Adarsh Gourav (já havia assistido um outro filme indiano com ele, chamado Mãe , e o rapaz realmente é bom) e entregou um filme marcante, daqueles que botam o dedo na ferida, e mostram o "outro lado": já que estamos tão acostumados a ver cenários incríveis, casas gigantescas, riquezas, bens e ostentação. Em O Tigre Branco somos apresentados a uma dura realidade que pode ser vivenciada na Índia, uma pobreza levada a níveis críticos, coisa que não é muito diferente do que sabemos existir em nosso país. Além disso, o filme é muito bem conduzido, conseguindo a façanha de ser divertido ao mesmo tempo que é cruel e realista.  Na trama, Balram (Gourav) é um garoto de origem extremamente pobre, sem muitas perspectivas de mudança já que vem de uma casta inferior, e

Judas e o Messias Negro

Imagem
Nota: 8,2/10 Alguém dê um Oscar para Daniel Kaluuya! A genuína interpretação feita pelo ator do ativista afro-americano Fred Hampton é impressioante. Corra! já deveria tê-lo coroado com o Oscar em minha opinião, mas o filme foi lançado no mesmo ano em que o camaleão Gary Oldman, que injustamente nunca havia ganho um Oscar, concorreu com O Destino de Uma Nação . Aí não tinha como. Sei que este ano também será complicado e ele provavelmente não irá ganhar; é provável que até fique de fora da disputa (temos as atuações de Anthony Hopkins, Delroy Lindo, Riz Ahmed, Steven Yeun, e do finado Chadwick Boseman no páreo), mas só posso dizer que este ator britânico vem acumulando atuações memoráveis em sua carreira.  Na trama, Kalluya vive Fred Hampton, um jovem ativista e presidente da filial de Illinois do partido dos Panteras Negras, um grupo que busca lutar contra o racismo. Com Hampton como líder, eles começam a incitar o povo a lutar por seus direitos e buscar uma revolução, o que preocupa

Esqueceram de Mim

Imagem
Nota: 8,5/10 Um verdadeiro clássico da cultura pop, que inspirou vários outros filmes e marcou gerações. Divertidíssimo e para toda a família! Na história, conhecemos uma família americana que está fazendo os últimos preparativos antes de sair numa viagem para Paris. Na correria e com a cabeça cheia com os assuntos da viagem, os pais acabam deixando para trás um dos filhos, que estava dormindo. Agora, o garoto vai ser alvo de assaltantes um tanto atrapalhados que invadem a casa na ausência de sua família, e ele terá que defender-se deles da maneira que pode. Muito bom e imperdível!

Correndo Contra o Tempo

Imagem
Nota: 7/10 Dos produtores de Corra! , Correndo contra o Tempo  é um bom exemplar de suspense, com uma história um tanto manjada, é verdade (o mais similar a ele com certeza é Alta Frequência , com Dennis Quaid), mas muito bem dramatizada. Gostei do clima de tensão criado pelo diretor Jacob Estes ( Quase um Segredo ), da trilha sonora e das atuações. David Oyelowo ( Selma ) prova mais uma vez que é um ator a ser observado. Após sua sobrinha, irmão e cunhada serem tragicamente assassinados, um homem (Oyelowo) começa a receber estranhas ligações da própria sobrinha morta. Embora já não saiba se está enlouquecendo ou se isto é real, ele continua a se comunicar com a jovem por meio das ligações, para que possa mudar o passado e salvá-la no futuro. É um filme muito bom, não dá para revelar muito sobre a trama... Mas vale a pena ver! Don't Let Go, 2019, 1h43m. Dirigido por Jacob Estes, com David Oyelowo, Storm Reid e Mikelti Williamson.  

Nebraska

Imagem
Nota: 8,8/10 Nebraska é um filme cheio de méritos. As atuações, o humor negro, as cenas emotivas, o pé-na-estrada... Até o fato do longa-metragem ser em branco e preto diz muito sobre ele, e o ajuda a se tornar primoroso. Alexander Payne caprichou em todos os sentidos e criou uma obra marcante, hilária, e emocionante. A história, apesar de parecer boba e caricata, é um dos grandes trunfos do filme e o que chama a atenção para assisti-lo: um senhor de idade recebe um bilhete por correio de uma empresa de revistas dizendo que ele foi contemplado com 1 milhão de dólares. A partir daí, ele tenta, sem o consentimento da esposa, ir de Montana até Nebraska, numa viagem de 13 horas, para resgatar seu prêmio. Um de seus filhos, que nunca teve muito apego ao pai, decide fazer a viagem e passar um tempo significativo com seu velho. Mas muitas descobertas inesperadas irão acontecer nesta empreitada, enquanto pai e filho reconhecem o afeto que tem um pelo outro, muitas vezes não demonstrado. Nebra

Tempo de Matar

Imagem
Nota: 8,2/10 Neste competente e impactante drama dirigido por Joel Schumacher, presenciamos uma história trágica e nos apegamos aos personagens e ao enredo de maneira única, tamanha a qualidade das atuações e da obra como um todo. Nos anos 80, numa área rural do Mississipi, vive Carl Lee Hailey (Samuel L. Jackson), um homem humilde, honesto e trabalhador, casado e pai de família. Carl Lee é negro, e tem que conviver com muitas situações desagradáveis porque o racismo impera no país. Numa fatídica tarde, dois homens brancos estupram brutalmente uma de suas filhas, uma jovem garotinha, quase levando-a a óbito. Num ato impensado e movido pelo ódio, Carl assassina os dois homens à sangue frio, quando estavam prestes a ser julgados pelo crime que cometeram. Agora, ele será defendido pelo advogado Jake Brigance (Matthew McConaughey), um rapaz obstinado e sem muita experiência, com um desejo sincero de ajudar a inocentar Carl pelo motivo ao qual reagiu. Mas as coisas se complicam quando a Ku

Com Amor, Simon

Imagem
Nota: 6,8/10 Com Amor, Simon é um filme feito para o público jovem, mostrando a mente de um jovem de forma realista, conseguindo ser engraçado e muito atual. Abusa das cores e da trilha sonora, é um pouco comedido em alguns momentos, mas não deixa de ser uma boa diversão. Seu tema central é a relação homoafetiva, focando no preconceito que infelizmente ainda existe e que leva algumas pessoas a sentirem medo de revelar sua sexualidade, caso ela não seja heterossexual.  Na trama, Simon (Nick Robinson) é um jovem que leva uma vida normal, tem bons amigos e uma família bem estruturada. Mas o rapaz esconde um grande segredo de todos: ele é gay. Quando por um descuido pessoal um de seus colegas de sala descobre, Simon se vê ameaçado e isso faz com que o amigo o chantageie a fim de que ele não revele seu segredo para todos.    Love, Simon. 2018. Dirigido por Greg Berlanti, com Nick Robinson, Jennifer Garner e Josh Duhamel.

Ghost - Do Outro Lado da Vida

Imagem
Nota: 7,8/10 Ghost é um lindo filme romântico que eternizou uma linda canção: "Unchained Melody", pelos Righteous Brothers. Quem não conhece a memorável cena do casal apaixonado moldando um vaso de barro juntos? Se não conhece, precisa assistir!  Sam (Patrick Swayze) e Molly (Demi Moore) formam um jovem e promissor casal, profundamente apaixonado um pelo outro. Mas a união dos dois é interrompida quando Sam é morto a sangue frio. Mesmo sem seu corpo, o espírito de Sam permanece no mundo que conhecemos porém num outro plano, e ele acaba por descobrir quem o assassinou e que Molly também corre grande perigo. Agora, ele irá fazer tudo para tentar salvá-la, e é aí que conhece Oda Brown (Whoopi Goldberg), uma médium trambiqueira que consegue ouvi-lo e pode alertar Molly do perigo que está correndo. Ghost, 1990, 2h7m. Dirigido por Jerry Zucker, com Patrick Swayze, Demi Moore e Whoopi Goldberg.

O Patriota

Imagem
Nota: 7,5/10 Mel Gibson dificilmente desaponta! Neste que considero um dos melhores filmes do alemão Rolland Emmerich ( Independence Day ), vemos uma mistura eficiente de ação, drama e romance. Você se afeiçoa aos personagens de maneira sutil, pois a película conta com atuações emocionantes, cenas memoráveis e lutas muito bem coreografadas e intensas, que irão agradar os fãs de filmes de guerra.  Na história, conhecemos Benjamin Martin (Gibson), um ex-soldado que agora vive uma vida pacata como fazendeiro ao lado de sua família, mas que é obrigado a voltar à guerra ao lado de seu filho mais velho. Apesar da longa duração, a trama é muito bem desenvolvida, o que faz com que o longa passe de maneira agradável ao longo de suas quase três horas de projeção. É possível se emocionar, comemorar, "lutar junto", e várias outras coisas ao longo do filme que, diga-se de passagem, é um tempo muito bem gasto. Para fãs de Mel Gibson, como eu, é mais um de seus filmes obrigatórios.  The Pat

Moonlight: Sob a Luz do Luar

Imagem
Nota: 7,5/10 Moonlight  é uma experiência diferente, uma película sensível e um relato poético de um personagem. As atuações estão impecáveis, destaque para Mahershala Ali que ganhou o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante. A fotografia é linda e inesquecível. Mas o espectador precisa estar ciente de que é um longa que deixa lacunas abertas e que não responde muitas perguntas: deixando grande parte da interpretação a critério de quem o assiste.  Chiron (Ashton Sanders) é um garoto negro que vive numa comunidade pobre de Miami. Ele sofre muito bullying na escola, mas tem um amigo em quem pode confiar e um homem que quer ajudá-lo a entender a maneira certa de se viver. Conforme Chiron cresce, ele passa por várias experiências e acontecimentos que, combinados, vão ajudar a moldar sua trajetória e personalidade. Moonlight, 2016, 1h51m. Dirigido por Barry Jenkins, com Mahershala Ali, Naomie Harris e Trevante Rhodes. 

Minari

Imagem
Nota: 8/10 Produzido pela A24 , Minari conta a história de imigrantes coreanos buscando por uma vida melhor na América. O longa é cheio de qualidades: transborda sensibilidade, humanidade e humor. Vale muito a pena ser visto, e é uma das surpresas do ano de 2020, tão fraco para o cinema devido a pandemia que estamos vivenciando, que levou a vários cancelamentos no catálogo dos lançamentos do ano. Jacob e Monica formam um jovem casal coreano com dois filhos, que se mudou para os Estados Unidos para correr atrás do sonho americano. Começam sua trajetória na Califórnia, e o marido possui a ambição de iniciar uma fazenda, então eles arriscam suas economias na compra de um terreno na zona rural do Arkansas. Conforme suas tentativas de plantação e colheita começam a dar errado, Jacob percebe que toda a sua luta para ser bem-sucedido só tem afastado sua esposa e assustado seus filhos, que estão um tanto desorientados mediante as constantes brigas dos pais. Idem, 2020, 1h55m. Dirigido por Lee

Aliens, o Resgate

Imagem
Nota: 7,9/10 Embora Ridley Scott tenha começado a série Alien  com uma ficção-científica mais voltada ao terror, James Cameron assumiu a continuação do longa e partiu para outro lado: para a ação. E o resultado final foi bem positivo; tanto, que não faz feio ao seu antecessor, que é um verdadeiro clássico. Os efeitos são bons para a época e já mais desenvolvidos do que no filme original, de 1979; o primeiro e segundo arco do longa são mais lentos, pois a história está sendo contada e o terreno está sendo preparado; então fica quase tudo para o arco final, mas não pense que o espectador perde por isso: vale muito a pena. Também não pense que por estar assistindo um filme de ação não irá levar alguns sustos! Fique esperto, porque o Alien vai te pegar... Na trama, a oficial Ripley (Sigourney Weaver, mais uma vez muito bem no papel) acorda de um prolongado sono induzido após sobreviver a um ataque de criaturas espaciais, que matou todos os tripulantes de sua nave. Ela descobre que agora há