2001: Uma odisseia no espaço

Nota: 8/10
Recentemente, enquanto assistia a uma série de ficção-científica de 2021 com efeitos visuais sofríveis, fiquei me perguntando como Stanley Kubrick conseguiu fazer o que fez e com os recursos que dispunha nos anos 60, e tive que, de uma vez por todas, me render a esta que é a maior obra-prima do cultuadíssimo diretor e quiçá o melhor filme de ficção-científica já feito.
2001 é uma película reflexiva, para ser vista e revista a fim de que seja possível captar sua poderosa mensagem. A fotografia, a exuberância e majestade das cenas, a trilha sonora épica, todas estas características unidas fazem com que o roteiro cativante possa encontrar um confortável abrigo.
O filme inicia com um misterioso monólito preto chegando à Terra ainda na pré-história. Milhares de anos depois, uma equipe de astronautas é enviada para Júpiter com o intuito de descobrir as origens do estranho objeto, a bordo de uma moderna nave comandada por um computador com inteligência artificial chamado HAL. O grande problema é que, em pleno espaço sideral, HAL começa a adquirir vontade própria, ameaçando a vida e segurança de todos os tripulantes.
Incrível e imperdível!


2001: A Space Odissey, 1968, 2h29m. Dirigido por Stanley Kubrick, com Keir Dullea, Gary Lockwood e William Sylvester.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Snatch: Porcos e Diamantes

Anjos da Noite: A Evolução

Perdido em Marte