Bela Vingança

Nota: 7,2/10
Carey Mulligan definitivamente mereceu e poderia ter ganho o Oscar por sua atuação, mas foi na categoria de melhor roteiro original que o filme levou sua estatueta para casa. E é pelas viradas de roteiro, principalmente pelo final, que na minha opinião foi um dos melhores desfechos que já assisti, que Emerald Fennell, que além de dirigir também assina o roteiro, mereceu a conquista.
Achei o desenvolvimento do filme lento, com transições entre o suspense, comédia e drama não muito empolgantes, mas o final me pegou por completo. Fez o filme ser digno de ser assistido. Por isso que continuo sendo um ferrenho defensor do "assista até o final antes de dar sua opinião".
Cassie (Mulligan) é uma mulher extremamente inteligente, que tinha uma vida muito promissora, mas simplesmente não "decolou". Ela já está na casa dos trinta e poucos anos, trabalha numa pequena cafeteria de sua cidade e devido a traumas do passado pratica uma espécie de caça a homens machistas nas horas vagas. Certo dia, aparece em seu trabalho um colega da época de escola, Ryan (Bo Burnham), que é médico, uma profissão que ela sonhava seguir, mas nunca se concretizou. Quando um romance começa a surgir entre os dois, Cassie tem a chance de se aproximar de Ryan para se desprender dos acontecimentos que traumatizaram sua vida e a impediram de ser feliz de verdade.  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Snatch: Porcos e Diamantes

Anjos da Noite: A Evolução

Perdido em Marte